Evento de Khabib estreia nos EUA com vitórias de Rashad Evans, Ray Borg e mais ex-UFC

33

 

Ex-campeão meio-pesado e Hall da Fama do UFC vence o brasileiro Gabriel Checco após dominar os três rounds. Na luta principal em Miami, lenda Sergei Kharitonov vence por nocaute

Eagle FC 44, realizado na noite desta última sexta-feira, marcou a chegada da companhia russa aos EUA, capitaneada hoje pelo ex-campeão dos leves do UFC Khabib Nurmagomedov. O card com 11 lutas, realizado em Miami, na Flórida, contou com a presença de estrelas do MMA na plateia e um cartel com diversos lutadores com passagens pelo Ultimate: Rashad Evans, Ray Borg, Cody Gibson, John Howard, Anthony Njokuani e Yorgan de Castro. O evento ainda teve a atuação de outros nomes com passagens por Bellator, PFL, LFA e muitas outras companhias.

O destaque da noite ficou por conta do retorno ao cage de Rashad Evans (20-8-1), 42 anos, ex-campeão meio-pesado (até 93kg) do UFC e Hall da Fama do Ultimate. O americano, que não lutava desde junho de 2018 quando deixou o UFC para se aposentar, voltou a vencer depois de mais de oito anos. Ele dominou um confronto de três rounds com o brasileiro Gabriel Checco (12-6), vencendo por decisão unânime (triplo 30-27).

Rashad Evans não conseguiu esconder no primeiro round a falta de ritmo. Ele foi acertado por Checco com duros chutes nas pernas e no corpo. Mas, num desses, conseguiu pegar a perna do rival e aplicar a queda. A partir dali, dominou no chão o confronto, mesmo com muitas tentativas do brasileiro de colocar o jiu-jítsu em prática, que é sua especialidade.

No segundo round, Rashad voltou a levar o confronto para o solo, mas desta vez foi mais efetivo no ground and pound, jogando duras marteladas com seus socos. Checco tentou uma chave de perna, mas o americano se defendeu bem da posição. No round final, o americano acertou Checco com um soco curto durante uma trocação, o que levou a outra queda. Rashad colocou de novo em ação seu ground and pound para dominar a luta mais uma vez.

Outro ex-UFC que esteve no card do evento russo foi o desafiante ao cinturão dos moscas (até 56kg) Ray Borg. Foi a segunda apresentação do americano depois da saída do Ultimate em 2020. Há quatro lutas já no peso-galo (até 61kg), ele já havia vencido Jesse Arnett no UAE Warriors 20, e agora bateu Cody Gibson numa luta movimentada que terminou em decisão unânime (29-27, 29-27 e 29-28). Ray Borg tem agora 15 vitórias e cinco derrotas no cartel.

A luta principal do Eagle FC 44 ficou a cargo da lenda russa Sergei Kharitonov, que nocauteou Tyrone Spong – oriundo do boxe e kickboxing -, do Suriname, com 2m55 do segundo round, no ground and pound. Kharitonov, 41 anos, já venceu na longa carreira outras lendas como Pedro Rizzo, Fabrício Werdum, Alistair Overeem e Andrei Arlovski, tem agora um cartel com 34 vitórias e nove derrotas.

Um dos ex-UFC do card, o cabo-verdiano Yorgan de Castro mostrou técnica para finalizar o americano Shaun Asher rapidamente, com uma guilhotina com apenas 1m04 de luta. O peso-pesado, que no UFC conseguiu vencer apenas uma de quatro lutas após ser contratado via Contender Series, já soma duas vitórias em duas lutas desde que deixou a companhia. O cartel é agora de oito vitórias e três derrotas.

Confira todos os resultados do Eagle FC 44:

Sergei Kharitonov venceu Tyrone Spong por nocaute técnico aos 2m55 do R2
Rashad Evans venceu Gabriel Checco por decisão unânime (triplo 30-27)
Ray Borg venceu Cody Gibson por decisão unânime (29-27, 29-27 e 29-28)
Ramazan Kuramagomedov venceu John Howard por decisão unânime (30-27, 30-27 e 30-26)
Raimond Magomedaliev venceu Anthony Njokuani por nocaute técnico aos 2m49 do R1
Dylan Salvador venceu Arman Ospanov por nocaute técnico aos 5m do R2
Yorgan De Castro venceu Shaun Asher por finalização a 1m04 do R1
Demarques Jackson venceu Miles Hunsinger por nocaute técnico aos 54s do R1
Shawn Bunch venceu Firdavs Khasanov por decisão unânime (triplo 29-28)
Loik Radzhabov venceu Zach Zane por finalização aos 3m23 do R1
Ayadi Majdeddine venceu Sitik Muduev por decisão unânime (triplo 29-28)

Fonte: ge