Número de divórcios cai 22,4% em Rondônia, puxado pelo fechamento de varas judiciais na pandemia

57

Levantamento foi divulgado em pesquisa do IBGE nesta sexta-feira (18). Ao todo, 11,1% dos divórcios registrados em Rondônia no ano de 2020 tinham mais de 26 anos de casamento.

O número de divórcios caiu 22,4% no estado de Rondônia durante o ano de 2020, início da pandemia de coronavírus. Naquele ano foram concedidos 3.827 divórcios em 1ª instância ou por escritura no estado, ante 2.969 divórcios concluídos em 2019.

O levantamento é da Pesquisa de Registro Civil feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e divulgada nesta sexta-feira (18).

A queda de 22,4% no número de divórcios acontece em um cenário extremamente atípico, com varas judiciais fechadas durante boa parte de 2020 por causa da pandemia, empacando pedidos e julgamentos dos processos de separação.

Divórcio após quase 3 décadas de cassamento

A pesquisa do IBGE observou que 11,1% dos divórcios registrados em Rondônia no ano de 2020 tinham mais de 26 anos de casamento.

Outros 8,4% dos casais se separam antes dois anos de matrimônio e 8,3% tinham um ano de união civil.

Ainda segundo a pesquisa, Rondônia apresentou a segunda maior taxa (6,3%) de dissoluções de casamentos com menos de um ano. No primeiro lugar desse índice ficou Roraima, com 7%.

Divórcio x idade

 

As faixas etárias com maior número de divórcios no estado foram de 42 anos (para homens) e 38 anos (em relação a mulheres).

Já a média dos divorciados no país em 2020 ficou em 43 anos para os homens e 40 anos para as mulheres.

Uma notícia positiva foi o aumento do número de casais que tiveram definida a guarda compartilhada dos filhos após o fim do casamento.

Dos 1.323 divórcios concedidos em 1ª instância a casais com filhos menores de idade em Rondônia, em 33,3% os filhos ficaram sob responsabilidade de ambos os cônjuges. Em 2015, segundo o IBGE, este índice era de 12,9%.

Fonte: g1

Imagem Meramente Ilustrativa