Funcionários do INSS em Cacoal aderiram à paralisação nacional

62

Os servidores do INSS em Cacoal também aderiram à paralisação nacional iniciada na última quarta-feira

Através de uma nota que foi distribuída à imprensa na última quinta-feira, 24 de março, os servidores afirmam que estão lutando somente por seus direitos, assim como, da população, para que possam realizar as perícias médicas e terem seus benefícios analisados dentro do prazo previsto em lei.

Segundo os grevistas, existe falta de servidores em todas as unidades do INSS de todo o país, e isso têm gerado polêmica, além de revolta da população, haja vista, que a espera por uma perícia pode ser até de um ano, enquanto que a população tem seus benefícios bloqueados. Em certos casos, especialmente se tratando de mulheres com gravidez de risco, essa perícia só é realizada depois que o bebê já nasceu.

Devido a esses fatos, a categoria entrou em greve por tempo indeterminado, e uma das principais reivindicações é a contratação de novos servidores. Informa ainda que durante a paralisação, a remarcação dos atendimentos deve ser realizada pelos usuários através da central telefônica 135, aplicativo “MEU INSS”, ou mesmo pelo site www.gov.br/meuinss