UFC 272: Colby Covington vence luta amarrada contra Jorge Masvidal e desafia Dustin Poirier

42

Ex-campeão interino dos pesos-meio-médios impôs o ritmo ao duelo, usou o melhor preparo físico e o wrestling a seu favor e não deu praticamente nenhuma chance de vitória ao rival

O “duelo do ódio” entre Colby Covington e Jorge Masvidal não teve a empolgação que os fãs esperavam. Conhecido pelo preparo físico e o gás quase inesgotável, Covington conseguiu impor o seu estilo de luta baseado no wrestling e derrotou Masvidal por decisão unânime dos juízes (49-46, 50-44 e 50-45). Após a disputa, o vencedor apontou sua metralhadora giratória na direção de Dustin Poirier, que vem declarando que pode subir para o peso-meio-médio.

– Eu já cuidei do lixo das ruas de Miami, agora vou atrás do lixo de Louisiana. Onde está você, Dustin Poirier? Não tem como se esconder! Você é o próximo! – disse Covington após a luta.

Já Jorge Masvidal não escondia a decepção pelo resultado.

– O plano era quebrar a cara dele. Eu deveria ter usado mais o wrestling. Quero pedir desculpas aos meus fãs e aos meus filhos por não ter conseguido a vitória e o meu objetivo.

A luta começou com Masvidal jogando um chute alto desviado por Covington, que respondeu e Masvidal reclamou com o árbitro Herb Dean que teria recebido uma dedada no olho. Dean mandou a luta prosseguir e Covington dominou as costas do rival junto à grade, tentando aplicar um mata-leão. Masvidal se defendia, mas não conseguia se levantar. A levantada aconteceu a 30s do intervalo, e os dois lutadores trocaram chutes baixos e diretos, mas sem contundência.

Colby Covington dominou Jorge Masvidal na luta agarrada durante todo o duelo no UFC 272 — Foto: Getty Images

Colby Covington dominou Jorge Masvidal na luta agarrada durante todo o duelo no UFC 272 — Foto: Getty Images

Antes do início do segundo round, o árbitro alertou a Covington que viu o replay e que houve uma dedada no olho de Masvidal, e o advertiu. De volta à luta Covington buscou novamente encurtar a distância, e Masvidal o recebeu na grade com cotoveladas na lateral da cabeça. Covington acertou uma joelhada na região genital de Masvidal, e foi novamente advertido pelo árbitro. No reinício do combate, os dois trocaram diretos, e Colby, mesmo escorregando, conseguiu encurtar a distância e e, após falhar no domínio das costas, passou a desferir jabs em velocidade. Masvidal absorvia os golpes e conectava alguns, mas em menor volume.

Colby Covington Jorge Masvidal UFC 272 — Foto: Getty Images

Colby Covington Jorge Masvidal UFC 272 — Foto: Getty Images

O preparo físico de Colby Covington começou a jogar a seu favor no terceiro round. O americano reiniciou a disputa indo para cima de Jorge Masvidal, e o derrubou, ficando por cima no chão e desferindo golpes que minavam a resistência do adversário. Masvidal não conseguia se livrar da posição, e se desgastava mais e mais a cada tentativa. Covington tentou diversas vezes aplicar um estrangulamento em Masvidal, mas chegou ao intervalo sem conseguir.

Jorge Masvidal acerta o golpe que derrubou Colby Covington no quarto round do UFC 272 — Foto: Getty Images

Jorge Masvidal acerta o golpe que derrubou Colby Covington no quarto round do UFC 272 — Foto: Getty Images

O panorama da luta não se alterou no quarto round até pouco mais de 3m45s de luta, quando Masvidal conseguiu acertar um golpe de direita que fez Covington dobrar os joelhos. Cansado, Masvidal não conseguiu dar sequência ao ataque, mas Covington se afastou e deixou o tempo passar para chegar ao intervalo. No quinto round, Covington mais uma vez levou a luta para o chão e controlou o rival até o fim.

Fonte: ge