TJD-RJ aceita pedido do Fluminense e abre inquérito para apurar denúncia de racismo contra Gabigol, do Flamengo

39

Tribunal solicita as imagens do circuito interno do Nilton Santos no Fla-Flu do último domingo

Na noite desta terça-feira, o Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) aceitou o pedido protocolado pelo Fluminense durante a tarde e abriu inquérito para apuração dos fatos referentes ao vídeo publicado logo após o Fla-Flu do último domingo, em que Gabigol, do Flamengodenunciou ter sofrido racismo. A presidente do tribunal, Renata Bacelar, solicitou as imagens do circuito interno do Estádio Nilton Santos durante o clássico, válido pelo Campeonato Carioca.

– Diante das alegações contidas na peça apresentada a esta presidência, determino a instauração de inquérito, na forma do artigo 81 do CBJD, para apurar os fatos narrados pelo denunciante; diga-se, de louvável iniciativa. Encaminhe-se à douta Procuradoria para determinar o que entender cabível. Após, voltem, para nomeação de auditor processante, se for o caso – escreveu Renata.

TJD-RJ abre inquérito para apurar denúncia de racismo contra Gabigol, do Flamengo — Foto: Reprodução

TJD-RJ abre inquérito para apurar denúncia de racismo contra Gabigol, do Flamengo — Foto: Reprodução

TJD-RJ abre inquérito para apurar denúncia de racismo contra Gabigol, do Flamengo — Foto: Reprodução

TJD-RJ abre inquérito para apurar denúncia de racismo contra Gabigol, do Flamengo — Foto: Reprodução

Na segunda-feira, o procurador do TDJ-RJ, André Valentim, em entrevista ao site UOL, afirmou que não era possível fazer uma denúncia sem uma imagem conclusiva:

O caso foi relatado na súmula da partida pelo árbitro Alexandre Vargas Tavares de Jesus. O juiz informou no documento da partida – que terminou com 1 a 0 para o Fluminense sobre o Flamengo – que não identificou os gritos em direção a Gabigol.

“Tomei conhecimento após a partida através da mídia, da circulação de um vídeo nas redes sociais, onde torcedor (s) localizado (s) no setor oeste inferior, destinado a torcida visitante (Fluminense), supostamente ofendem com gritos racistas, o atletas Gabriel Barbosa da equipe CR Flamengo. Não foi possível identificar da minha posição dentro do campo o suposto grito com ofensa racista ao atleta”, escreveu o árbitro.

Fonte: ge