Timberwolves batem os Bucks e se consolidam como melhor time da NBA em março

82

Minnesota tem o melhor ataque da liga no ano de 2022; Giannis Antetokounmpo não atua por dores no joelho

O Minnesota Timberwolves é o time mais quente da NBA em março, e o atropelamento sobre o Milwaukee Bucks por 138 a 119, na noite deste sábado, em casa, foi mais uma prova. O adversário não contou com Giannis Antetokounmpo, vetado em cima da hora por dores no joelho. Ainda assim, a facilidade no segundo tempo chamou atenção.

Os Wolves têm a melhor defesa e o terceiro melhor ataque (em pontos por posse de bola) no mês entre os 30 times da liga. Além, é claro, da melhor campanha: 9 vitórias e 1 derrota. Minnesota também é o melhor ataque da NBA se contados os números do ano de 2022. Um dos motivos é a eficiência de Karl-Anthony Towns, que anotou 25 pontos, 11 rebotes e 5 assistências contra os Bucks.

Anthony Edwards também fez 25 pontos, além de 5 rebotes e 4 assistências. O armador D’Angelo Russell colaborou com 16 pontos e 9 assistências. O time chegou a 42-30 e encostou no Denver Nuggets (42-29) na luta pela sexta posição da Conferência Oeste. O próximo desafio é contra os Mavericks, em Dallas, na segunda-feira.

Já os atuais campeões da NBA têm 44-27, na batalha contra os 76ers (43-26) pela segunda posição do Leste. Sem Giannis, o time tem 5-7 na temporada. Sete jogadores anotaram em duplos dígitos, com destaque para os 15 pontos de Khris Middleton, Brook Lopez e Pat Connaughton. Na terça-feira, os Bucks encaram o Chicago Bulls, em Milwaukee.

Destaques

 

Timberwolves
Karl-Anthony Towns (25 pts, 11 rebs, 5 asts, 4 cestas de três)
Anthony Edwards (25 pts, 5 rebs, 4 asts, 3 roubos, 5 cestas de três)
D’Angelo Russell (16 pts, 9 asts, 4 cestas de três)

Bucks
Khris Middleton (15 pts, 7 rebs, 5 asts)
Brook Lopez (15 pts, 4 rebs)
Pat Connaughton (15 pts, 5 cestas de três)
Jrue Holiday (14 pts, 7 asts)

Principais desfalques

 

Timberwolves
Jaden McDaniels (tornozelo)

Bucks
Giannis Antetokounmpo (joelho)

Estatísticas decisivas

 

Turnovers
Timberwolves 11
Bucks 14

Pontos gerados por turnovers
Timberwolves 21
Bucks 4

Pontos em transição
Timberwolves 25
Bucks 12

Arremessos de quadra
Timberwolves 47/92 (51,1%)
Bucks 43/97 (44,3%)

Arremessos de três
Timberwolves 22/47 (46,8%)
Bucks 19/52 (36,5%)

Lances livres
Timberwolves 22/26 (84,6%)
Bucks 14/17 (82,4%)

O jogo

Primeiro período – Timberwolves 34 a 28: Edwards (12 pontos) e Towns (11 pontos) capitanearam o time da casa a um bom início na parte ofensiva. No fim da primeira parcial, uma disputa de rebote ríspida entre Serge Ibaka e Taurean Prince virou um empurrão de Beverley em Ibaka e outro de George Hill em Beverley. Beverley e Hill foram expulsos.

Segundo período – Timberwolves 34 a 28: O placar do segundo quarto foi o mesmo do primeiro. Naz Reid anotou 12 pontos seguidos para Minnesota, que se aproveitou muito melhor dos turnovers do adversário – 14 pontos a 0 no primeiro tempo neste quesito. Dominou também o garrafão (24 a 16), os pontos em transição (13 a 7) e os pontos de segundas chances (13 a 7). Placar de 68 a 56 no intervalo.

Terceiro período – Timberwolves 38 a 26: Towns já contava 25, e Edwards tinha 23 ao fim da terceira parcial, com um passeio do time da casa sobre os Bucks. Os visitantes não encontraram formas de parar o ataque dos Wolves, um dos melhores da NBA no momento. No fim, o placar de 106 a 82 foi claro quanto à diferença de performance.

Quarto período – Bucks 37 a 32: Com o jogo já decidido, o time da casa pode descansar seus titulares por boa parte do último período. O time do técnico Chris Finch faz campanha irretocável nas últimas semanas e é o time mais quente da NBA no momento.

Agenda

 

Timberwolves
21/03 – Mavericks (fora)
23/03 – Suns (casa)
25/03 – Mavericks (casa)

Bucks
22/03 – Bulls (casa)
24/03 – Wizards (casa)
26/03 – Grizzlies (fora)

Fonte: ge