Salah x Mané: Egito e Senegal decidem Copa Africana de Nações em duelo de craques do Liverpool

47

Atacantes são as estrelas de suas seleções em prévia de confronto que acontecerá também nas eliminatórias para a Copa do Mundo, em março

Craques do Liverpool, Mohammed Salah e Sadio Mané são tão inseparáveis que, mesmo longe de Anfield, dão um jeito de se encontrar. Os atacantes conduziram suas respectivas seleções à final da Copa Africana de Nações, que acontece neste domingo, às 16h (de Brasília), no estádio Olembe, em Yaoundé, Camarões.

O Egito de Salah e Senegal de Mané se enfrentarão num duelo que servirá também como prévia para um novo encontro em março, desta vez para decidir uma vaga na Copa do Mundo do Catar de 2022.

Enquanto Senegal busca seu primeiro título na história da Copa Africana de Nações, o Egito tem a camisa pesada: já conquistou a competição sete vezes.

Salah x Mané na Copa Africana

 

As duas seleções tiveram campanhas parecidas na Copa Africana de Nações. Depois de uma fase de grupos pouco convincente, foram crescendo de produção no mata-mata e chegam mais consistentes à decisão.

Tanto Salah quanto Mané tiveram participação preponderante nas campanhas. Os números de Salah são discretos (dois gols e uma assistência), mas não mensuram como o craque foi decisivo no duelo das quartas de final, quando o Egito eliminou o rival Marrocos por 2 a 1 – com gol e assistência de seu melhor jogador. Os Faraós marcaram apenas quatro vezes na Copa Africana – em três delas, Salah participou.

Os números de Mané também chamam atenção. Ele marcou três gols e deu duas assistências na campanha senegalesa. Considerando que Senegal marcou nove vezes na Copa Africana, Mané participou de mais da metade dos gols da seleção.

Duelo no banco

 

Outro duelo interessante da final estará no banco de reservas. Enquanto Senegal é comandado por um técnico de seu país, o ex-zagueiro Aliou Cissé, o Egito tem à frente o português Carlos Queiroz. A baixa presença de treinadores africanos no comando das seleções foi um tema tratado ao longo do torneio.

Aliou Cissé Senegal — Foto: Reuters

Aliou Cissé Senegal — Foto: Reuters

Cissé é um caso raro em Senegal, mas já sofre com a pressão. Mesmo com a boa campanha da seleção na última Copa do Mundo, há críticas sobre o fato de o treinador já ter atingido o máximo de seu trabalho. Um título inédito da Copa Africana daria fôlego para o ex-zagueiro.

O experiente Queiroz, por sua vez, roubou a cena em diversos momentos da Copa Africana. Na semifinal contra Camarões, o português foi expulso pela arbitragem e não poupou críticas à organização do torneio. Na fase de grupos, após a derrota para a Nigéria, ele chegou a chamar um torcedor para a briga.

Técnico Carlos Queiroz, do Egito, discute com árbitro Bakary Gassama após ser expulso na semifinal contra Camarões — Foto: Mohamed Abd El Ghany/Reuters

Técnico Carlos Queiroz, do Egito, discute com árbitro Bakary Gassama após ser expulso na semifinal contra Camarões — Foto: Mohamed Abd El Ghany/Reuters

Fonte: ge