Polícia prende mais um suspeito de matar fazendeiro e mais 4 em chacina de fazenda em Vilhena

52

Crime ocorreu há quatro meses e Marcelo Costa, o Xiru, já era considerado foragido da Justiça.

A polícia prendeu mais um suspeito de participar da chacina que deixou cinco mortos em uma fazenda de Vilhena (RO), em outubro do ano passado. Marcelo Costa Vergilato, conhecido como “Xiru”, estava foragido e foi capturado em Ariquemes (RO) na quinta-feira (3) através de informações obtidas pela Polícia Militar e Polícia Civil.

Segundo o delegado regional Rodrigo Camargo, Marcelo era um dos homens fortemente armados e encapuzados, que renderam o casal Heladio Cândido Senn e Sônia Biavatti (donos da fazenda) e os funcionários do local.

As vítimas foram mortas com disparos na cabeça, enquanto estavam deitadas e não ofereciam possibilidade de reação.

Marcelo Costa Vergilato já era procurado pela Justiça de Vilhena, que havia autorizado mandado de prisão preventiva contra ele.

Na última quarta-feira (2), a Polícia Civil informou que outros dois suspeitos de participarem da chacina também foram presos. Eles foram identificados como Jefferson Pereira Ramos e Adelson Oliveira.

Segundo a polícia, Jefferson é conhecido como Jairão e foi responsável por atear fogo na caminhonete dos fazendeiros assassinados.

Agora, apenas um suspeito da chacina segue foragido. Trata-se de Wemerson Marcos da Silva, conhecido como Preto.

Principal suspeito morto

 

Nesta semana, policiais militares revelaram que Emanoel Flauzina, o Manelinho, era o principal responsável pela chacina que deixou cinco mortos em Vilhena.

No entanto, Emanoel foi morto pelo próprio sogro, em uma área de conflito agrário, próximo a Pimenta Bueno. em novembro do ano passado.

Quem eram as vítimas da chacina?

 

Heladio Cândido Senn e a esposa, Sônia Biavatti, foram mortos a tiros durante chacina — Foto: Arquivo pessoal

Heladio Cândido Senn e a esposa, Sônia Biavatti, foram mortos a tiros durante chacina — Foto: Arquivo pessoal

  • Heladio Cândido Senn, 73 anos (dono da fazenda)
  • Sônia Biavatti, 55 anos (esposa de Heladio)
  • Oederson Santana (funcionário)
  • Jhonatan Rocha Borges dos Reis (funcionário)
  • Amagildo Severo (funcionário)

 

Relembre o caso

 

O crime aconteceu no dia 13 de outubro, mas a polícia só foi acionada no dia seguinte, quando uma das sobreviventes conseguiu sair da propriedade e pediu ajuda.

Segundo as investigações, a família estava jantando quando a casa foi invadida. O dono da fazenda foi levado para uma sala separada, onde foi torturado. A mulher do fazendeiro e os três funcionários foram levados para a varanda da casa, colocados de joelho e executados com tiros nas nucas.

Após executarem as cinco vítimas, os criminosos fugiram levando a caminhonete dos fazendeiros e outros objetos da família.

Em novembro do ano passado, duas armas do fazendeiro Heladio Cândido Senn foram localizados em uma propriedade que fica em uma área de conflito agrário. Já a caminhonete do fazendeiro foi achada incendiada.

Caminhonete de casal morto em chacina foi encontrada após ter sido incendiada em Pimenta Bueno, RO — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Caminhonete de casal morto em chacina foi encontrada após ter sido incendiada em Pimenta Bueno, RO — Foto: Reprodução/Redes Sociais