Pedro, do Flamengo, é um dos atacantes com menor minutagem por jogo no Brasil, mas é o segundo em eficiência

49

Na mira do Palmeiras, atacante tem média de 53,6 minutos por jogo e soma 50,5% das partidas como titular. Centroavante fica atrás apenas de Gabigol em minutos para participar de um gol

Com a chegada do técnico Paulo Sousa ao Flamengo, Pedro começou a ganhar mais espaço no time, embora não tenha sido utilizado na Supercopa, principal jogo da temporada até o momento. No quesito eficiência, no entanto, ele está em segundo no ranking dos que precisam de menos tempo em campo para participar de um gol. Fica atrás justamente de Gabigol.

Na vitória por 3 a 1 sobre o Botafogo, quarta-feira, no Nilton Santos, ele marcou um dos gols. E o desejo do Palmeiras de contratá-lo gerou uma discussão nas redes sociais sobre como o Flamengo o aproveita. Ciente de sua eficiência, a diretoria rubro-negra não pretende liberá-lo, e tem como sustentação uma multa que ultrapassa os 100 milhões de euros (atualmente cerca de R$ 600 milhões).

Na tabela abaixo, listamos 50 atacantes dos principais clubes do Brasil com os respectivos desempenhos desde 03/02/2020 – data da estreia de Pedro com a camisa do Flamengo. O centroavante rubro-negro é o 2º jogador mais eficiente (104,3 minutos para cada gol ou assistência) desde que entrou em campo pela primeira vez com o Rubro-Negro. O único atleta que o supera é, justamente, o titular da posição na equipe: Gabigol. Gabriel participou de um gol a cada 91 minutos no período.

Dos 105 jogos de Pedro pelo Flamengo, ele começou jogando em 53. Com isso, o centroavante é o 8º atacante com menor percentual de partidas como titular no período (50,5%). Por entrar em metade dos jogos saindo do banco de reservas e, na maioria das vezes no 2º tempo, Pedro tem uma minutagem baixa por jogo: 53,6 minutos. É a 8ª menor média do período.

Quando considera-se apenas os atacantes que costumam atuar como centroavante, a tabela abaixo reduz para 25 nomes e Pedro passa a ser o 3º centroavante com menos minutos por jogo e menor percentual de partidas como titular (atrás apenas de Deyverson e Raniel). Confira a lista completa ordenada pelo atacantes mais eficientes no período:

Jogadores que precisam de menos minutos em campo para participar de um gol desde a estreia de Pedro pelo Flamengo

Jogador Time(s) Minutos em campo Jogos Jogos como titular % de jogos como titular Minutos por jogo Gols Assistências Minutos por participação em gol
Gabigol Flamengo 8110 94 90 95,7 86,3 66 23 91,1
Pedro Flamengo 5631 105 53 50,5 53,6 44 10 104,3
Hulk Atlético-MG 6140 73 64 87,7 84,1 41 12 115,8
Thiago Galhardo Internacional 5102 78 52 66,7 65,4 32 12 116,0
Diego Souza Grêmio 8219 110 95 86,4 74,7 55 13 120,9
Vitinho Flamengo 5483 118 51 43,2 46,5 17 23 137,1
Paolo Guerrero Internacional 1786 30 17 56,7 59,5 11 2 137,4
Bruno Henrique Flamengo 8847 104 93 89,4 85,1 42 22 138,2
Michael Flamengo 5548 105 47 44,8 52,8 23 14 149,9
Luciano Grêmio e São Paulo 6613 91 70 76,9 72,7 34 9 153,8
Gilberto Bahia 8200 104 93 89,4 78,8 44 9 154,7
Pablo Athletico-PR e São Paulo 5272 90 55 61,1 58,6 24 9 159,8
Rafael Navarro Botafogo e Palmeiras 4592 65 50 76,9 70,6 18 10 164,0
Ytalo Bragantino 7407 100 100 100,0 74,1 30 15 164,6
Keno Atlético-MG 6091 85 68 80,0 71,7 20 17 164,6
Yuri Alberto Internacional e Santos 6328 90 64 71,1 70,3 32 6 166,5
Marinho Flamengo e Santos 7504 90 80 88,9 83,4 33 12 166,8
Savarino Atlético-MG 6014 89 65 73,0 67,6 19 17 167,1
Fred Fluminense 5550 80 71 88,8 69,4 25 8 168,2
Vargas Atlético-MG 3541 60 36 60,0 59,0 15 6 168,6
Luiz Adriano Palmeiras 5700 86 65 75,6 66,3 25 8 172,7
Wellington Paulista América-MG e Fortaleza 6099 107 64 59,8 57,0 28 6 179,4
Willian Fluminense e Palmeiras 6295 106 63 59,4 59,4 24 11 179,9
Renato Kayzer Athletico-PR, Atlético-GO e Fortaleza 6574 97 72 74,2 67,8 28 8 182,6
Calleri São Paulo 1510 24 16 66,7 62,9 8 0 188,8
Artur Bragantino 9699 110 104 94,5 88,2 28 23 190,2
Cano Fluminense e Vasco 9567 107 100 93,5 89,4 45 5 191,3
Róger Guedes Corinthians 2490 26 26 100,0 95,8 9 4 191,5
Deyverson Palmeiras 1551 37 11 29,7 41,9 5 3 193,9
Rigoni São Paulo 3328 44 37 84,1 75,6 11 6 195,8
Ferreira Grêmio 6124 93 59 63,4 65,8 17 14 197,5
Eduardo Sasha Atlético-MG e Santos 4796 99 47 47,5 48,4 16 7 208,5
Rony Athletico-PR e Palmeiras 8022 107 85 79,4 75,0 24 14 211,1
Robson Coritiba e Fortaleza 7345 102 81 79,4 72,0 25 8 222,6
Dudu Palmeiras 3371 43 36 83,7 78,4 9 6 224,7
Marcos Leonardo Santos 3664 71 34 47,9 51,6 15 1 229,0
David Fortaleza e Internacional 8553 118 99 83,9 72,5 25 11 237,6
Pedro Raul Botafogo e Goiás 3105 41 30 73,2 75,7 12 1 238,8
Breno Lopes Athletico-PR e Palmeiras 3119 64 25 39,1 48,7 12 1 239,9
Corinthians 6477 90 65 72,2 72,0 19 7 249,1
Raniel Santos e Vasco 1784 37 16 43,2 48,2 6 1 254,9
Kaio Jorge Santos 5416 74 59 79,7 73,2 17 4 257,9
Luiz Henrique Fluminense 5332 91 62 68,1 58,6 9 11 266,6
Mendoza Ceará 4015 50 45 90,0 80,3 7 7 286,8
Zárate América-MG e Juventude 1224 18 15 83,3 68,0 2 2 306,0
Cléber Ceará 5218 86 58 67,4 60,7 14 2 326,1
Janderson Atlético-GO, Corinthians e Grêmio 7575 107 78 72,9 70,8 11 12 329,3
Douglas Costa Grêmio 2003 28 21 75,0 71,5 3 2 400,6
Taison Internacional 2828 34 34 100,0 83,2 6 1 404,0
Cuello Bragantino 4361 77 45 58,4 56,6 7 3 436,1

* Os atacantes Ademir, Alef Manga, Elton, Léo Gamalho, Ricardo Bueno e Zé Roberto não foram incluídos na lista acima por falta de dados completos do período.

Fonte: ge