Pacote do governo prevê empréstimos para 30 milhões de pessoas

81
Programa de microcrédito é inspirado em experiências em Bangladesh e no Quênia para atender pessoas mais vulneráveis

O programa de microcrédito que o governo vai anunciar nesta quinta-feira (17) prevê a utilização de recursos da Caixa Econômica e de outras instituições de crédito para liberação de empréstimos para 30 milhões de pessoas.

Segundo  fontes do governo, a meta é alcançar a população de baixa renda, como os chamados “invisíveis”, nome que se popularizou na pandemia para se referir a pessoas em estado de vulnerabilidade e que não são necessariamente assistidas por algum programa social.

A ideia é inspirada em programas adotados em Bangladesh e no Quênia, onde há experiências de pequenos empréstimos. Uma equipe do banco, incluindo o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, esteve nos dois países no início deste mês. Na viagem, houve reuniões com bancos, órgãos reguladores, além de famílias e negócios beneficiados pelo microcrédito.

Fontes do Ministério do Trabalho afirmaram à CNN Brasil que haverá um mix de operadores de empréstimo na modalidade digital. Integrantes da Caixa dizem que isso permitirá que o público-alvo seja ampliado.

Em evento no Palácio do Planalto, nesta quinta-feira, o governo também vai anunciar a antecipação do 13º para aposentados e pensionistas, que deve ter impacto de R$ 55 bilhões, e a liberação de saque do FGTS de até R$ 1 mil. As medidas valeriam a partir de abril.