Lusângela França

94

Se não bastasse a Rodoviária de Porto Velho ser esquecida, mal gerida, com estruturas ultrapassadas e suja***Em torno dela está ficando igual***Moradores em situação de rua e usuários de drogas estão por todo lugar***Está se tornando impossível transitar aos redores da Rodoviária***Sem que tenha alguém abordando pedindo dinheiro***Ou anunciando assalto***Cadê a secretaria de ação social da prefeitura município que não faz nada?***E o Estado que poderia dar uma contrapartida uma vez que se trata da capital do Estado***Apenas cruza os braços e finge não ver***Programa “Prato Fácil” chega há outros municípios***Mas é ainda tão burocrático e lento***Para aderir o programa é preciso primeiramente provar que é “miserável”***Para depois ver se consegue entrar***O que o Governo chama de “ajuda”***Para muitos se torna humilhação***Pois se não bastasse a situação calamitosa que muitos se encontram***Ainda enfrentam a burocracia do Governo***Quem tem fome, tem pressa***Falta sensibilidade da gestão.