Liminar de advogados de Jadson na CNRD pode impedir Corinthians de registrar técnico Vitor Pereira

42

Após Timão investir pesado em reforços, representantes do meia acionam a Câmara Nacional de Resolução de Disputas pelo atraso no pagamento de uma dívida de mais de R$ 10 milhões

Advogados do meia Jadson, hoje no Vitória, entraram com uma liminar na Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD), órgão da CBF, para congelar os registros de novas contratações do Corinthians. O motivo é o não pagamento de uma dívida de cerca de R$ 10 milhões do clube com o jogador.

Caso a liminar seja aceita, o Timão não poderá registrar novas contratações. Isso também se aplica ao técnico português Vitor Pereira, que chegará ao Brasil neste sábado para assinar contrato.

De acordo com advogados especialistas em direito esportivo ouvidos pelo ge, porém, a tendência é de que as restrições sejam aplicadas somente no fim do processo. No ano passado, o Sport foi punido assim.

A decisão de solicitar o bloqueio foi tomada por Jadson e seus advogados depois que o clube passou a investir pesado na contratação de jogadores, como Willian, Róger Guedes, Renato Augusto e Paulinho, além do técnico português Vitor Pereira.

Em fevereiro de 2020, Corinthians e Jadson entraram em acordo para a rescisão de contrato. O negócio feito foi para parcelar os valores que o meia ainda tinha para receber, como salários, 13º, fundo de garantia e outros direitos trabalhistas. Até o momento, nada foi pago.

Por conta do atraso, os advogados do jogador entraram com uma ação na CNRD para cobrar os pagamentos. Na época, o Corinthians admitiu a dívida e disse que pagaria quando fosse possível, já que a situação financeira do clube se agravou com a pandemia.

Segundo seus representantes, Jadson chegou a aceitar não receber os pagamentos até que a situação financeira do clube melhorasse. No entanto, com o investimento do Timão em jogadores e técnico renomados, a postura mudou.

Na última quinta-feira, após uma repercussão negativa da torcida sobre a ação dos advogados, Jadson foi às redes sociais para se explicar.

– Todos sabem que o Corinthians tem uma pendência comigo, já faz uns dois anos, mais ou menos. Toda a parte jurídica, os advogados que estão tocando e eu não tenho conhecimento com o que acontece. Postando esse vídeo aqui mais pelo respeito e carinho que tenho, como torcedor que sou, pela instituição Corinthians – disse.

Marcelo Robalinho, agente do meia, saiu em defesa da postura adotada para resolver o caso.

– O Jadson não tem nada contra o Corinthians, fez um vídeo ontem explicando para a torcida. Quero pedir para o torcedor não misturar a paixão pelo clube com a dívida salarial, dívida de caráter alimentar que o clube tem com o Jadson. Peço ao torcedor se colocar na situação. Se o empregador deixar de pagar, o torcedor não ia atrás dos direitos dele? – completou.

Há ainda outras duas ações envolvendo Jadson, Robalinho e Corinthians .Em 2021, o jogador acionou a Justiça para receber seus direitos de imagem, valor que girava, na época, em torno de R$ 850 mil. No mesmo ano, o agente entrou com um pedido de quitação de cerca de R$ 500 mil de honorários acordados na época da rescisão. As duas ações não têm ligação com o pedido feito à CNRD.