Haitiano que matou desafeto no ´Bar da Rainha´ será julgado por homicídio

58

O haitiano Jacob Destine, de 32 anos, foi pronunciado pelo Juízo da 2ª. Vara do Tribunal do Júri de Porto Velho, acusado do assassinato de Weliton da Silva Machado, após uma discussão em um bar, na madrugada do dia 20 de junho de 2021, no bairro JK II, zona leste da capital.

Ele será julgado por homicídio duplamente qualificado, ou seja, por motivo fútil e utilizou de recurso que impossibilitou a defesa da vítima. Jacob continuará preso até a data do julgamento, que ainda está sem data marcada. O haitiano é microempresário do ramo de perfumes.

O crime aconteceu no ´Bar da Rainha´, na rua Plácido de Castro. A vítima estava com sua esposa, que é uma das principais testemunhas do crime. Ela contou em seu depoimento à Polícia que chegou ao bar e que em alguns minutos ao sair do banheiro viu o esposo e o acusado discutindo.

A vítima e a esposa saíram do bar para não piorar a situação, mas foram surpreendidos pelo acusado, que se aproximou dos dois em seu veículo e disparou dois tiros no tórax de Weliton. Jacob fugiu à pé e seu veículo acabou incendiado por populares revoltados com o covarde assassinato.