Fluminense acerta venda de Gabriel Teixeira para o Al Wasl, dos Emirados Árabes, por cerca de R$ 11 milhões

31
Depois da primeira proposta ter sido recusada na última quarta-feirao Fluminense aceitou nesta quinta a contraproposta do Al Wasl, time treinado por Odair Hellmann nos Emirados Árabes, por Gabriel Teixeira. Em sua oferta final, o clube árabe desembolsará cerca de US$ 2 milhões de dólares (aproximadamente de R$ 10,8 milhões na cotação atual) pelo jovem meia-atacante, de 20 anos.

Biel sequer foi relacionado para a estreia do Tricolor na temporada, nesta quinta, contra o Bangu, pelo Campeonato Carioca, e já tem viagem programada para esta sexta. Ao chegar nos Emirados Árabes Unidos, fará exames médicos e, aprovado, assinará por cinco anos com o novo clube.

A informação sobre a negociação foi dada primeiramente pelo canal do Marcelo Jorand na última quarta. Paralelamente, o ge apurou que a primeira proposta do Al Wasl, realizada na terça-feira, foi de US$ 750 mil (pouco mais de R$ 4 milhões) e recusada pelo Flu. As partes seguiram conversando sobre valores e porcentagens, com a diretoria tricolor buscando melhorar as condições de negócio.

As tratativas chegaram a ser interrompidas na quarta-feira após o vazamento das informações na imprensa e a negociação correu o risco de melar. Mas as conversas foram retomadas e concluídas nesta quinta-feira. O Fluminense ficará com um percentual em uma futura venda e acertou com o Al Wasl uma cláusula de preferência em caso de retorno do jogador ao Brasil.

Gabriel tinha contrato até o fim de 2025, mas manifestou para a diretoria o desejo de se transferir. Além não ter a garantia que terá o mesmo espaço no Flu com a chegada dos diversos reforços, nos Emirados Árabes ele vai ganhar quase sete vezes mais do que recebe no Tricolor, devido a valorização do dólar. Como também precisava vender alguém nessa janela, o Fluminense vinha tentando melhorar as condições do negócio desde o início da semana e aceitou os quase R$ 11 milhões.

Além da necessidade de caixa, também pesou para a negociação a baixa expectativa de propostas por Biel. Enquanto a diretoria recebe frequentes sondagens por jogadores da base, que já subiram ou não, como por exemplo Matheus Martins e Alexsander, o Al Wasl foi o primeiro clube a procurar oficialmente o meia-atacante, mesmo após ele surgir bem em 2021. O clube acredita que o valor final da negociação é condizente com a percepção do mercado sobre o jovem atleta, que se destacou aos 20 anos, mas ainda tem porte físico franzino.

Gabriel Teixeira chegou a ser titular do Flu com Roger Machado — Foto: Lucas Merçon / Fluminense F.C

Gabriel Teixeira chegou a ser titular do Flu com Roger Machado — Foto: Lucas Merçon / Fluminense F.C

Cria de Xerém e reserva na geração de Marcos Paulo e João Pedro, Biel subiu para o profissional na temporada passada e foi a surpresa nas primeiras rodadas do Campeonato Carioca, quando o Fluminense escalou um time sub-23 enquanto o elenco profissional estava de férias. Ele foi quem mais se destacou ao lado de Kayky, foi mantido no grupo principal e chegou a ser titular sob o comando de Roger Machado, mas perdeu espaço no fim do ano devido a lesões na coxa

Gabriel Teixeira disputou ao todo 44 jogos (26 como titular), fez cinco gols e deu uma assistência. Ele não chegou a ser treinado por Odair, que saiu no fim de 2020, mas o técnico acompanhou o meia-atacante à distância e viu uma oportunidade de mercado: na atual temporada nos Emirados Árabes, jogadores contratados que nasceram até 2001 não ocupam vaga de estrangeiro – a cota de gringos do Al Wasl já estava preenchida, inclusive com o ex-tricolor Michel Araújo.

Fonte: ge