Enem 2021: notas são divulgadas com mais de 3h de atraso após anúncio de antecipação

50
Nota é usada na seleção para universidades públicas e privadas. Ministro anunciou que resultado sairia às 19h, o que não aconteceu. Inep afirmou que ainda estava carregando dados no sistema

O resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 já está disponível após mais de 3 horas de atraso. Os candidatos podem conferir as suas notas individuais acessando a Página do Participante. Ainda há relatos de instabilidade para acessar os dados.

Para acessar a Página do Participante, é preciso usar o login único da plataforma gov.br. A nota do exame é usada na seleção de estudantes por universidades públicas e privadas no Brasil e até em instituições internacionais. Veja tudo o que você pode fazer com ela.

O Ministério da Educação (MEC) divulgou que as notas seriam divulgadas nesta quarta-feira (9) às 19h, dois dias antes do anunciado anteriormente, o que não aconteceu. Após estudantes relatarem que não conseguiam acessar a página, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informou que as notas “estariam disponíveis nas próximas horas”.

  • Por volta das 18h10 desta quarta-feira, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, publicou em uma rede social que o Inep anteciparia de sexta-feira (11) para às 19h de hoje a divulgação do resultado do Enem 2021.
  • A partir das 19h, estudantes começaram a relatar dificuldades para acessar o site da Página do Participante. Quando conseguiam, o resultado não aparecia.
  • Às 21h50, o Inep enviou um comunicado. Nele, informa que as notas já foram calculadas e “estão prontas para divulgação”. O comunicado ainda diz que “está sendo finalizado o carregamento da base, que contempla mais de 17 milhões de dados” e que os resultados individuais “estarão disponíveis na Página do Participante nas próximas horas”.
  • Pouco antes das 23h desta quarta-feira, os estudantes conseguiram acessar o resultado.

Por conta do problema no horário previsto para a divulgação, em comunicado, o Inep afirmou que: “Os resultados individuais (notas) dos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 já foram calculados e estão prontos para divulgação. Neste momento, está sendo finalizado o carregamento da base, que contempla mais de 17 milhões de dados. Todos os resultados individuais estarão disponíveis na Página do Participante nas próximas horas. A divulgação do resultado do Enem 2021 foi antecipada em dois dias da previsão inicial, de forma inédita, reforçando os princípios de inovação e transparência alçados nessa gestão”.

Antecipação frustrada

A previsão inicial era a de que os resultados só saíssem na sexta-feira (11). No entanto, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, anunciou em uma rede social que haveria essa antecipação após receber “muitos pedidos” dos candidatos.

“Boas notícias! Antecipamos para hoje a divulgação do resultado do Enem. A partir das 19 horas, já será possível ter acesso ao resultado na Página do Participante. Boa sorte!”, diz a mensagem do ministro.

As notas do Enem 2021 podem garantir vaga em instituição de ensino superior pública ou privada brasileiras e até em faculdades fora do país.

Cada oportunidade possui regras próprias e pode variar instituição. Por isso, é importante conhecer todas as condições. Confira como a nota do Enem pode ser utilizada em cada situação:

Sisu

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) é o meio pelo qual o Ministério da Educação (MEC) seleciona estudantes para vagas em cursos de ensino superior de instituições públicas. Para concorrer a uma vaga, o candidato precisa estar dentro da nota de corte do curso em questão, ou seja, precisa ter obtido uma nota igual ou maior à nota mínima definida para aquele curso.

Pode se inscrever no processo seletivo do primeiro semestre quem prestou o Enem 2021 e tenha tirado nota superior a zero na redação. O candidato não pode ter participado da edição como “treineiro”, como é o caso de alunos que não concluíram o ensino médio e fazem o Enem para testar o seu desempenho.

As inscrições para o Sisu começam em 15 de fevereiro e devem ser feitas no site do programa.

Prouni

O Programa Universidade para Todos (Prouni) é uma iniciativa do Ministério da Educação que oferece bolsas integrais e parciais em faculdades particulares.

Quem tem direito:

  • apenas alunos que cursaram os três anos do ensino médio em escolas da rede pública
  • ou estudaram os três anos do ensino médio com bolsa integral em colégios privados (isto é, desde que sem pagar as mensalidades).

Critério de renda:

  • Ter renda familiar per capita de até 3 salários mínimos (R$ 3,636 mil).

Tipos de bolsa:

  • bolsa integral: renda familiar mensal per capita de até 1,5 salário mínimo (R$ 1.818);
  • bolsa parcial (50% da mensalidade): renda familiar mensal per capita de 1,5 a 3 salários mínimos (de R$ 1.818 a R$ 3.636).

Para o primeiro semestre de 2022, as inscrições vão de 22 a 25 de fevereiro pelo site do programa.

Fies

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa do governo federal que paga parte das mensalidades de estudantes em universidades e faculdades privadas, com a contrapartida de os beneficiários quitarem o financiamento após a formatura.

O crédito pode cobrir de 50% a 100% da mensalidade do curso, podendo ser a juros zero a uma escala de financiamento que varia conforme a renda familiar do candidato.

No primeiro semestre de 2022, o programa disponibilizará 111 mil vagas e período de inscrição será de 8 a 11 de março, pelo Portal do Fies.

Podem se inscrever no processo seletivo quem participou de qualquer edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) desde 2010, que tenha obtido média mínima de 450 nas cinco áreas do conhecimento e nota superior a zero na redação. O candidato deve possuir renda familiar mensal per capita de até 3 salários mínimos (R$ 3.636).