Enchente de rios afeta 1,4 mil famílias em Cacoal

60

Pelo menos oito pontes e 15 estradas foram danificadas pela cheia dos rios na zona rural, deixando 1 mil famílias isoladas. Já na área urbana, 400 famílias foram retiradas de casa após a enchente dos rios.

Aproximadamente 1,4 mil famílias já foram afetadas pela cheia dos rios até este sábado (19) em Cacoal (RO), a 480 quilômetros de Porto Velho. Os estragos provocados pela enchente atingiram tanto a área urbana quanto a zona rural, onde pontes e estradas foram danificadas pela cheia dos rios.

O município está em situação de emergência devido à intensa chuva que cai na cidade desde a sexta-feira (18).

A grande quantidade de precipitação fez com que ao menos cinco rios que cortam a cidade transbordassem, deixando mais de 400 famílias desalojadas e desabrigadas na área urbana e aproximadamente 1 mil famílias isoladas na zona rural.

Conforme o prefeito Adailton Fúria informou à Rede Amazônica, o acesso entre as zonas rural e urbana foi impedido após cerca de oito pontes serem levadas pelos rios e 15 estradas inundadas.

A recuperação desses locais foi iniciada pela Secretaria Municipal de Ação Social e Trabalho (Semast) na manhã deste sábado.

A Defesa Civil informou que o nível do rio Pirarara baixou e não está mais alagando casas na zona urbana.

Por isso, a prefeitura está indo aos bairros afetados prestar apoio às famílias através da entrega de cestas básicas, marmitas e produtos de limpeza, além de caminhões pipas e atuação de equipes de limpeza.

Dados da Agência Nacional de Águas (ANA) mostram que em Cacoal choveu 131 milímetros nos últimos quatro dias quase metade do esperado para o mês todo.

Para este sábado (19) há previsão de mais chuva para Cacoal. Segundo o Climatempo, são esperados cerca de 25 milímetros de chuva.

As centenas de famílias retiradas de casa estão sendo levadas para três pontos de apoio em Cacoal: Cemaderon, Escola Luiz Lenzi e Ginásio Ronaldo Aragão.

Calamidade e emergência

 

Devido à enchente que afetou cerca de milhares de famílias em Cacoal, a prefeitura publicou um decreto declarando situação de emergência.

O documento prevê autorização para mobilização de todos os órgãos municipais para atuarem no auxílio aos moradores e na reconstrução da cidade sob orientação da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil. Também fica aprovada a convocação de voluntários para reforçar as ações de apoio e organizar campanhas de arrecadação de recursos.

O documento autoriza que, em caso de risco iminente à população, os agentes estão autorizados a entrarem nas casas para prestar socorro e utilizarem de propriedade particular, assegurando indenização por possíveis danos.

O governo de Rondônia informou neste sábado que também está enviando equipes do estado para prestar apoio aos moradores atingidos pela enchente em Cacoal.

Entidades também montaram campanhas para arrecadar roupas, alimentos não-perecíveis, água potável, produtos de higiene, roupas, sapatos, móveis, cobertores, material de limpeza, entre outros itens.