Draco faz operação contra facção violenta que tem até advogado em Porto Velho

57

64 mandados judiciais foram cumpridos nesta quarta-feira (9) pela Draco1. Nome do advogado não foi divulgado.

A Delegacia de Combate ao Crime Organizado (Draco1) deflagrou nesta quarta-feira (9) uma operação para coibir ações criminosas praticadas por uma facção violenta em Porto Velho. Segundo a Polícia Civil, a organização tem até um organograma de atribuições aos faccionados, inclusive com assessoria jurídica de um advogado.

Ao todo, os agentes cumpriram 64 ordens judiciais na Operação Sevandija, entre mandados de prisão e busca e apreensão. Várias das ordens da Justiça foram cumpridas no residencial Orgulho do Madeira, na zona leste.

Um dos objetivos era apreender patrimônios relacionados ao crime organizado. Segundo foi descoberto pelos investigadores da Draco, a facção tem inúmeros cargos e atribuições de tarefas entre os faccionados, principalmente no tráfico de drogas.

Além disso, a organização criminosa se tornou conhecida por elaborar ações violentas contra rivais, no intuito de garantir o controle de pontos de venda de drogas em Porto Velho.

Operação Sevandija: polícia faz ação contra facção criminosa em Porto Velho — Foto: Draco/Reprodução

Operação Sevandija: polícia faz ação contra facção criminosa em Porto Velho — Foto: Draco/Reprodução

“Verificou-se ainda que o grau de especialização da organização é tamanho que inclusive conta com assessoria jurídica prestada por advogado. Este profissional, que além dos trâmites regulares, em clara ofensa ao seu mister, consagrado ao patamar constitucional de essencialidade à administração da justiça, passou a atuar como integrante da facção”, diz a Draco.

Ainda segundo apontou a investigação, esse advogado (que não teve o nome divulgado) também levava recado, drogas e aparelhos celulares para presídios onde faccionados estão presos em Porto Velho.