Cremero confirma surto de infecção após mutirão de cirurgias oftalmológicas realizado pelo governo de Rondônia

84

A Sesau informou que os pacientes identificados “estão devidamente assistidos e em tratamento para conter a infecção de acordo com os protocolos clínicos orientados”, e acrescentou que não há risco de agravamento nos casos ou perda de visão total.

O Conselho Regional de Medicina de Rondônia (Cremero) confirmou, nesta quarta-feira (9), um surto de infecção em pacientes que participaram do mutirão de cirurgias oftalmológicas realizado em fevereiro pelo Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

Segundo o conselho, pelo menos 40 pessoas foram diagnosticados com endoftalmite, uma infecção oftalmológica pós-cirúrgica. Até o momento, 13 deles foram positivados para a bactéria pseudômonas, a mais grave na especialidade.

De acordo com o Cremero, o departamento de fiscalização recebeu a denúncia sobre o caso e decidiu apurar o estado do local onde as cirurgias são realizadas. Os médicos responsáveis também foram ouvidos e relataram a rotina de trabalhos.