Cadastro da vacina infantil contra a Covid: a maioria das capitais não exige dados prévios

43

Estados e municípios têm autonomia para organizar a fila, separar faixas etárias por datas de convocação e até mesmo pedir cadastro prévio. Entretanto, maioria hoje atende por demanda espontânea.

O preenchimento de cadastro prévio para vacinação de crianças contra a Covid-19 não é uma condição imposta pelo Ministério da Saúde ou qualquer outro órgão federal. Entretanto, estados e municípios têm autonomia para organizar a fila, separar as faixas etárias para atendimento em datas específicas ou mesmo pedir o preenchimento de dados prévios.

Nos cadastros, há duas possíveis solicitações dos municípios: o cadastro no site para coleta de dados dos documentos pessoais e agendamento, ou o cadastro da criança no Sistema Único de Saúde (SUS) por meio dos sites das secretarias municipais ou nas unidades básicas de saúde.

Entretanto, a maioria das cidades atualmente atende por demanda espontânea e não solicita o cadastro prévio, resolvendo eventuais pendências relacionadas ao número do SUS na hora. A dica é procurar informações prévias para evitar perder a viagem.

O cadastro prévio chegou a ser mais comum pelo Brasil nos dias que antecederam o início da aplicação. Atualmente, com o avanço na entrega de doses, maioria das prefeituras exige apenas os documentos básicos para aplicação do imunizante.

Em alguns casos, o que as prefeituras têm solicitado, como é o caso de Florianópolis, é para que os pais atualizem o cadastro da criança no Sistema Único de Saúde (SUS) para agilizar a fila, mas em muitos casos também é possível fazer o Cartão Nacional do SUS (CNS) na hora do atendimento.

Abaixo, veja links com detalhes da vacinação em algumas capitais.

  • Rio Branco – Não exige cadastro prévio
  • Boa Vista – Não exige cadastro prévio
  • Maceió – Não exige cadastro prévio
  • Manaus – Não exige cadastro prévio, mas a prefeitura recomenda que as pessoas façam cadastro para agilizar a vacinação no local pelo link https://imuniza.manaus.am.gov.br/
  • Macapá – Não exige cadastro prévio
  • Salvador Pede recadastramento no SUS via site da Secretaria Municipal da Saúde, ou presencialmente nas 155 unidades básicas da rede municipal.
  • Fortaleza – Exige cadastro prévio na plataforma Saúde Digital, do Governo do Ceará (https://vacinacaocovid.saude.ce.gov.br/): é preciso apresentar o número do CPF e do Cartão Nacional do SUS (CNS).
  • Vitória – Não exige cadastro prévio
  • Brasília – Não exige cadastro prévio
  • Campo Grande – Não exige cadastro prévio
  • Goiânia – Não exige cadastro prévio
  • São Luís – Não exige cadastro prévio
  • Cuiabá – Exige cadastro prévio no site https://vacina.cuiaba.mt.gov.br/
  • Belo Horizonte – Não exige cadastro prévio
  • Belém – Não exige cadastro prévio
  • João Pessoa – Não exige cadastro prévio
  • Recife – Exige cadastro prévio no site https://minhavacina.recife.pe.gov.br/registro
  • Curitiba – Não há obrigatoriedade, mas recomendação para colocar as crianças como dependentes no aplicativo da prefeitura para agilizar atendimento.
  • Florianópolis – Prefeitura pede atualização do cadastro no SUS para agilizar a fila, mas também faz na hora.
  • Porto Alegre – Não exige cadastro prévio
  • Rio de Janeiro – Não exige cadastro prévio
  • Teresina – Exige agendamento
  • Natal – Recomenda o cadastro prévio no site https://rnmaisvacina.lais.ufrn.br/cidadao/
  • Porto Velho – Não exige cadastro prévio
  • Aracaju – Não exige cadastro prévio
  • Palmas – Não exige cadastro prévio