Cachorro viaja por diversos lugares com seu dono

46

Da Redação

Thor saiu de Campo Grande-MTS com seu dono e seu destino é o mundo

Essa é uma daquelas histórias que vale a pena ler, ele nasceu em Campo Grande (MTS), tem um ano e três meses e logo embarcou em uma viagem e hoje conhece mais lugares do que muito ser humano por aí.

Thor ainda filhote já viajava com seu dono

Thor, um mestiço Labrador com Pitbull vive na estrada com seu tutor e amigo, o tatuador conhecido no mundo das tattoos como “Mad Max”, juntos, eles já estiveram em várias cidades deste Brasil e estão rumo a outros países.

Thor é dócil e calmo, gosta de agrados e arranca elogios por onde passa. O cão já acostumou com a vida na estrada e não dá nenhum trabalho a seu dono, ambos são companheiros um do outro e isso chama atenção das pessoas.

O proprietário de Thor toma todas as medidas para que seu animal viaje com tranqüilidade e segurança, para isso ele faz questão de ter em mãos a documentação necessária e obrigatória para evitar problemas. Também tem sempre em mãos o cartão de vacina atualizado de Thor.

Sendo assim os aventureiros seguem viagem juntos e protegendo um ao outro como bons amigos.

Thor viajando de Porto Velho para Rio Branco-AC

Como transportar seu animal de estimação em viagens de ônibus

Pessoas que possuem animais de estimação e que nem sempre querem deixá-los sozinhos em casa ou deixar sob os cuidados de outra pessoa, já existem leis específicas para o transporte de animais de estimação em ônibus e aviões as quais, além de assegurar a segurança dos viajantes, também garantem o conforto de animais e passageiros.

Seja de ônibus ou de avião, é importante identificar os bichinhos de estimação com nome e telefone na coleira. Lembre-se também de ter os documentos de vacinação em dia para evitar imprevistos.

Viagens rodoviárias

Para viajar de ônibus, cães e gatos não precisam apresentar o GTA (Guia de Trânsito Animal), mas o dono deve ter em mãos um atestado que comprove as boas condições de saúde do animal – o documento deve ser emitido no máximo 15 dias antes da viagem.

Texto: Lusângela França DRT – 1447